sexta-feira, julho 29, 2005

Beijo

Foto: Sara

Suave a leveza de teu beijo
Aqui e além da realidade
Vem! Toca o desejo
De ser tua de verdade
...
Chama por mim... Amor!
Serei tua na eternidade...

terça-feira, julho 26, 2005

Corpo

Foto Oleg Seleznev

Corpo estendido
na procura do prazer
...
Corpo esquecido
da alma do saber
...
Corpo vendido
no pecado do viver
...
Corpo sentido
no toque do querer
...
Corpo despido
na ausência de te ver

segunda-feira, julho 25, 2005

Pétalas da vida...

Foto: António Manuel Pinto da Silva

Mal-me-quer
Bem-me-quer
Mal-me-quer
Bem-me-quer
...
Céu que me dá vida
... em teu colorido
De menina perdida
...
Vem... contar comigo
As pétalas da vida
...
... em olhar perdido
D'aquele que será sempre meu Amigo!

sexta-feira, julho 22, 2005

Sinto...

Foto: Nuno Ferro

Sinto o teu toque presente
sempre onde estou...
Sinto o teu olhar ausente
para onde vou...
Sinto o teu beijo ardente
em tudo o que passou...
Sinto o teu Amor eternamente
naquilo que sou...

quarta-feira, julho 20, 2005

Perdida...

Amor! Que embalo em meu peito
Adormecido para a vida em lembrança
Guardo um momento de esperança
De um dia voltar a te ter em meu leito
Amor! Que um dia foi vida
Em recato de menino perfeito
A quem dedico todo o respeito
D'aquele que me deixou perdida

segunda-feira, julho 18, 2005

Serenidade...

Sofri... Chorei... Gritei...
Triste caminhei
Nem sei bem porquê!
a Esperança...
...não brilhou, não cantou
a Confiança...
...chegou, mas logo passou
o Sonho...
...cá ficou, apenas como Sonho
Mas ela chegou
Nem sei bem porquê!
a Serenidade...

quinta-feira, julho 14, 2005

Sonho...


Sonho acordada
De voltar a andar
De mão dada

Em direcção
Ao sonho...

Ao meu
Que quero
Que seja teu...

O sonho de ser
Meu e Teu
Um só...

Sem mais nada...

domingo, julho 10, 2005

Névoa de solidão

Foto: Jan Saudek

Nua deitada sobre a cama
Envolta em névoa de solidão
Adormecida em sono de ilusão
Acordo com sussurro de quem me chama

Vejo em sombra esquecida
Rosto em tempos sofrido
De face em mão estendida
Para o corpo que olha perdido

Mãos como garras de posse
Pelo corpo de pranto escondido
Como se outrora fosse
Aquele que se tivera partido

quinta-feira, julho 07, 2005

Lágrima

Verto a lágrima
do sofrimento
a última...

segunda-feira, julho 04, 2005

...renascer


... da cinza branca apagada
renasci como um menino
morto em braços de sua amada
sorri como quem não quer nada
segui o destino
que não me largava
e agora que sigo o percurso natural da vida
aqui me encontro sem certeza de nada...

sexta-feira, julho 01, 2005

...


... perdoem-me mas não consegui ...
desculpem se vos desiludi